ATUALIDADES 05/02/2018 - 15:17 - Jocyelma Santana - Jornalista PGE/TO

Mais de 5,8 mil inscritos farão concurso para Procurador do Estado - Nível I

Mais de 5,8 mil disputarão vaga para procurador do Estado do Tocantins Mais de 5,8 mil disputarão vaga para procurador do Estado do Tocantins - Divulgação

A Fundação Carlos Chagas, responsável pela realização do III Concurso Público de Provas e Títulos para o provimento de cargos na carreira de Procurador do Estado - Nível I,  da Procuradoria Geral do Estado do Tocantins (PGE/TO), registrou a confirmação de inscrição de 5.808 candidatos. Destes, 516 foram enquadrados como isentos, e os demais, 5.292, como pagantes da taxa de inscrição.

Todas as provas do certame serão aplicadas em Palmas(TO). A primeira fase - que consistirá em prova objetiva de caráter eliminatório e habilitatório - está marcada para 4 de março, no período da manhã. A prova terá duração de cinco horas e constará de 100 questões objetivas de múltipla escolha, com cinco alternativas cada uma, referentes a Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Penal, Direito Processual Penal, Direito Financeiro e Tributário, Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho e Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos. 

Na primeira fase,  considerar-se-á habilitado o candidato que obtiver, no mínimo, 60% de acertos. Segundo o edital, serão classificados e convocados para a segunda fase - prova escrita -  os candidatos habilitados na primeira  fase, que obtiverem as 80 melhores notas e os empatados na última posição, além de todos os candidatos com deficiência, desde que alcancem o mínimo de acertos exigido. Conforme o cronograma, a segunda fase será aplicada em dois dias: 28/04/2018 (sábado), no período 
da tarde; e 29/04/2018 (domingo), no período da manhã. 

O certame destina-se ao provimento imediato de 20 vagas e outras 20 para preenchimento de cadastro de reserva. Atualmente, 43 procuradores do Estado estão na ativa. A realização do concurso é acompanhada de forma atenta, pontual e organizada pela comissão especialmente criada para este fim, sob a presidência da procuradora do Estado, Lívia Ferraz Tenório, com os integrantes, também procuradores do Estado, Maurício Fernando Domingues Morgueta e Vânia Lúcia Maciel Mendes Milhomem. A equipe instituida pela portaria 42, trabalha desde agosto de 2016, na elaboração do edital, visando a implementação do certame.

 

Compartilhe esta notícia